Ao empreender, uma das dificuldades iniciais é escolher o espaço para montar o negócio. Ter um escritório pequeno, mas que atenda às necessidades básicas, é uma das maneiras de tornar a empresa viável e produtiva.

A maioria dos profissionais autônomos e empreendedores em geral acaba optando por montar um escritório pequeno, em casa mesmo, para começar a trabalhar.

O home office é, sem dúvida, uma tendência que ganha cada dia mais adeptos, já que alia qualidade de vida, flexibilidade e economia – afinal, você está reaproveitando uma parte da sua casa para montar o seu negócio.

Um estudo realizado recentemente pela Serasa Experian revelou que o BRASIL REGISTROU MAIS DE 2 MILHÕES DE EMPRESAS em 2017. Os dados podem ser explicados pelo cenário atual vivido pelo país e pela necessidade que as pessoas têm de buscar novas oportunidades e ser donas do seu próprio negócio.

O problema é que montar um escritório pequeno em casa traz algumas desvantagens, que podem atrapalhar o seu negócio, como por exemplo dificuldade de concentração, ausência de rotina, interrupções por parte de familiares ou problemas pessoais, entre outros aspectos que impactam na produtividade.

Neste contexto, uma possibilidade que tem chamado a atenção de quem quer manter um escritório pequeno, porém sem muito custo, é o COWORKING.

Traduzido do inglês como escritório compartilhado, ele tem como diferenciais o compartilhamento e networking entre os mais diversos tipos de profissionais, de diferentes áreas.

Esse tipo de escritório, aliás, é uma tendência e uma febre no Brasil. De acordo com o CENSO COWORKING BRASIL 2017, o país conta com 810 espaços compartilhados e estima-se que esse número cresça ainda mais pelos próximos anos.

 

Escritório pequeno compartilhado ou sala comercial privativa

Empresas que estão começando normalmente não contam com muitos profissionais, certo? Por isso, o ideal é que o empresário alugue um escritório pequeno ou sala comercial privativa dentro de um ambiente de coworking.

Ao contrário do que acontece no home office, onde a pessoa geralmente trabalha sozinha e isolada, em um coworking você tem como ponto alto o networking e a troca de informações e conhecimento com profissionais de diversas áreas, o que pode ajudar a alavancar o negócio.

Além disso, o aluguel de um escritório pequeno dentro do coworking garante maior facilidade e conforto ao empresário, que não precisa se preocupar com a infraestrutura – internet, energia, água etc. – e nem gastar com mobília, serviços operacionais, entre outros. Tudo já está incluso no pacote mensal contratado.

Por conta desses diferenciais, o aluguel de uma SALA PRIVATIVA dentro de um coworking é a melhor opção para quem está começando o seu negócio e busca por um espaço pequeno.

Se você trabalha sozinho, uma estação de trabalho em um coworking pode ser ainda mais indicado do que a sala privativa para reduzir os gastos iniciais, manter a produtividade e estimular a criatividade e o autoconhecimento.

Se você gostou da nossa sugestão, procure agora mesmo uma das unidades da My Place Office, empresa está entre os cinco maiores escritórios compartilhados do Brasil.

São 16 unidades espalhadas por quatro estados brasileiros – São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Espírito Santo –, totalizando 3 mil clientes.

Com atendimento e serviço de qualidade, em edifícios modernos, é o espaço ideal para quem está começando o seu negócio agora e quer investir em um escritório pequeno, privativo, aconchegante e acessível.

Além das estações de trabalho, a My Place Office oferece serviços de ESCRITÓRIO VIRTUAL e aluguel de SALA DE REUNIÃO. Entre em contato com a gente e saiba mais!