Divulgue esse artigo

Você já parou para pensar o quanto um coworking pode ser um ambiente colaborativo?

Em locais como esses, espalhados pelo país, podemos encontrar profissionais das mais diferentes formações e idades, dispostos a fazer seus próprios negócios decolarem.

Com a crise que tomou conta do país, muitos profissionais que antes eram funcionários acabaram encontrando no EMPREENDEDORISMO uma forma de driblar os problemas econômicos e manter o padrão de vida. E, sem muita familiaridade no mundo dos negócios, a saída foi se aproximar de outras pessoas que estão nesta mesma situação para compartilhar experiências.

Este é um dos motivos pelos quais o coworking é sinônimo de ambiente colaborativo. Quem passa por lá acaba ouvindo diferentes histórias de desafios e superação e, ao mesmo tempo, contando as suas, gerando uma troca, onde todos os envolvidos só têm a ganhar.

Como um ambiente colaborativo pode ajudar meu negócio?

Dividir espaço com outros profissionais de localidades e expertises diferentes pode ser muito proveitoso. Vamos analisar alguns pontos positivos:

Custo fixo

Abrir uma empresa pelos moldes tradicionais é um processo que envolve um investimento muito alto. Afinal de contas, é preciso alugar uma sala comercial e arcar sozinho com as despesas. No caso de um ambiente colaborativo, como um coworking, os gastos com internet, luz, água, entre outros é rateado entre todos os frequentadores, e o valor pago é fixo.

Networking

Trabalhando em um ambiente colaborativo, sua rede de contatos tende a aumentar. Pessoas de áreas de atuação iguais, correlatas ou totalmente diferentes podem acrescentar muito ao dia a dia umas das outras, seja pessoal ou profissionalmente. Em um coworking, é possível contribuir com o trabalho de alguém, fazer parcerias e fechar bons negócios.

Foco no trabalho

Ao contratar o serviço de coworking, o profissional não precisa se preocupar com gastos com compra de mobiliário ou serviço de limpeza. Essas questões já estão incluídas no valor fixo e ficam a cargo dos administradores do coworking. Com mesa e cadeira reservadas e limpeza garantida, o empresário só precisa chegar neste ambiente colaborativo e cuidar do seu negócio.

Endereço comercial e fiscal

Quem abre uma empresa que não precisa ocupar literalmente um espaço físico pode contar com dois serviços adicionais oferecidos pelos coworkings: endereço comercial e fiscal. O endereço fiscal é usado para fins de contrato social e CNPJ. E o endereço comercial pode ser usado nos materiais de divulgação da empresa (site, cartão de visita e folders) e para recebimento de correspondência.

Eventos

Esses ambientes colaborativos geralmente promovem eventos para incentivar a descontração e estreitar o relacionamento entre os colaboradores. Por mais que as pessoas dividam mesas e baias quase todos os dias da semana, uma conversa mais longa nem sempre é possível. Por isso, esses eventos podem ajudar os frequentadores do coworking a se conhecerem com mais calma e atenção.

Entre os coworkings disponíveis no Brasil está o da MY PLACE OFFICE. A empresa surgiu em 2009, em São Paulo, e está entre os cinco maiores espaços de coworking do Brasil, com 16 unidades espalhadas por quatro estados brasileiros – São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Espírito Santo –, totalizando 3 mil clientes.

Além da estação de trabalho, os profissionais encontrar na My Place Office serviços de ESCRITÓRIO VIRTUAL, SALAS DE REUNIÃO e salas privativas bem estruturadas.

Se você gostou do nosso artigo, compartilhe nas suas redes sociais! E acompanhe o nosso blog para ficar atualizado sobre o universo dos coworkings.


Divulgue esse artigo